(074) - 988399053

NO AR

Arquivo Nacional

radiosaofranciscofm.com

Saúde

Oncologista alerta: conscientização e diagnóstico precoce aumentam consideravelmente as chances de cura do câncer infantil

Publicada em 24/11/2021 às 08:08h

por Rede GN


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Rede GN)

Neste Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil (23 de novembro), a oncologista pediatra do Hospital Dom Malan, Michelle Viana, chama a atenção para a necessidade de uma maior conscientização e do diagnóstico precoce para um melhor prognóstico dos pacientes vítimas do câncer infantil - que é o segundo maior causador de morte entre crianças e adolescentes de zero a 19 anos no Brasil, superado apenas pelos acidentes e mortes violentas neste grupo etário. 

O câncer infantil corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são as leucemias (que afetam os glóbulos brancos), os do sistema nervoso central e linfomas (sistema linfático). 

Nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos pela doença podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria deles tem boa qualidade de vida após o tratamento adequado.  

"Esse é um dia para falar sobre o assunto, dar visibilidade ao tema e dizer que o câncer infantil ainda mata. Por isso, a conscientização dos pais, cuidadores, responsáveis e profissionais da saúde é tão importante", reforça a médica. O Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil também é uma data para difundir os avanços técnicos-científicos sobre a doença, debater políticas públicas e apoiar as crianças com câncer e seus familiares.  

Sinais e sintomas 

É preciso estar atento aos sinais e sintomas que podem ser muito parecidos a doenças comuns na infância, como: perda de peso; manchas roxas e sangramento pelo corpo sem machucados; vômitos acompanhados de dor de cabeça; diminuição da visão ou perda de equilíbrio; caroço em qualquer parte do corpo, principalmente na barriga; palidez; febre prolongada sem causa identificada; dores nos ossos e nas juntas, com ou sem inchaços e crescimento do olho, podendo estar acompanhado de mancha roxa no local.  

"Caso uma criança ou adolescente apresente esses sintomas é preciso procurar um especialista", orienta Dra. Michelle.  

Tratamento 

O tratamento contra o câncer só tem início após o diagnóstico confirmado. "Portanto, quanto mais cedo a família procurar um médico melhor. Maiores serão as chances de cura. Na infância, em geral, a conscientização é mais voltada para o para o diagnóstico precoce mesmo, visto que a prevenção é não é possível", complementa a oncologista.  

O tratamento necessário pode envolver quimioterapia, radioterapia ou procedimento cirúrgico, e deve ser explicado ao paciente como formas de tratamento e cura do câncer. 




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Quais Redes Sociais Você Usa Mais??

 Facebook
 Instagram
 Twitter
 Youtube







.

LIGUE E PARTICIPE

(074) - 988399053

Usuários Online: 3
Copyright (c) 2021 - Rádio São Francisco FM - 104,9mhz - Radio São Francisco FM 104,9